Papo cabeça na madrugada

http://podzamcze-dobczyce.pl/index.php?porcja=5 Um dia me deu um clique num avião, e enxerguei o óbvio: enter tudo o que vemos, sentimos, percebemos, do mundo, do cosmos, da vida, é uma mera representação. Não vemos o que é. Vemos o que conseguimos representar a partir do que é. Os átomos são tão distantes uns dos outros quanto a Terra de Júpiter ou do Sol. Melancias, laranjas, limões, ervilhas e grãos de sal a muitos quilometros de distancia uns dos outros… Essa é a realidade do Sistema Solar, e da matéria em suas estruturas. A física prova isso . Quando batemos a mão na mesa, o choque não é entre átomos ou moléculas. É só entre campos eletromagnéticos. Ondas. http://killjoytattoo.com/?kremeni=meine-stadt-freiburg-sie-sucht-ihn&e56=48 Vibrações. Não há choque propriamente entre átomos, entre “massas”.O Universo flutua no Nada. personal matchmaking services Quando pisamos o chão do planeta, se dependessemos dos átomos e sua infinitesimal dimensão, os pés entrariam na terra, como se nada existisse entre nossos corpos e o substrato. Se interpenetrariam totalmente, não fossem os campos magnéticos. Já pensaram nisso ? Quando dizemos que existe uma mente criadora do universo, cometemos muitos erros básicos. O que é uma mente ? O que pensa ? E o que é exatamente pensar ? O que pensamos que fazemos ? Tudo representações, sem fim…sem fim…A grandeza do universo, tando para fora como para dentro, é tão,mas tão acachapantemente maior, a cada dia que a ciência avança, que qualquer “visão religiosa” para o cosmogênese é um mico completo, uma representação caipira da realidade monstruosa da Obra. Não digo em momento algum que duvido da grandeza da Obra, mas sim reforço e multiplico essa grandeza. Se até nossos pés no chão são uma ilusão física, que dirá da pretensão humana das Escrituras, todas as Escrituras, tudo balela inutil. A África tem etnias especializadas na comunicação com o Sobrenatural através da dança, do ritmo. Nas minha parca opinião, muito mais profunda do que a comunicação das etnias semitas, escriturárias. São raças de escribas, sem o menor talento para o ritmo ou a dança…Para compensar sua deficiência, todos os troncos dessa mesma árvore: Judeus, Cristãos, Muçulmanos se especializaram em outra linguagem…Livros. Bonita também, válida também, mas precária.pois essa não é a única forma de se tentar codificar a Verdade. go to link E a Verdade está muito, muito, mas muito mais além da compreensão dos Dogmas. http://mediaeffectivegroup.pl/?jiiopaa=opcje-binarne-fakty-i-mity&82f=90 Devemos ser a piada da Galáxia ! Se aquilo que imaginamos é fato : de que existem milhões de civilizações no Universo, grande parte em estágios muito superiores ao nosso,, devemos ser motivo de observações vexatórias : Ora, em nossa pretensão babaca,inventarmos um Deus à nossa semelhança, pra que Ele nos recriasse à Sua semelhança, é, no mínimo, ridículo e provinciano.
Ainda bem que tudo são apenas “representações”.
( 20 Maio 2013 )

follow url

http://www.bgroads.com/?prosturadlo1=trade-online&1d8=5d Complemento do papo cabeça. Preciso concluir porque muito ficou sem uma amarração “espiritual”, então eis a minha segunda parte.
Por mais que eu tenha parecido materialista no texto anterior ( quem não leu, leia antes de prosseguir aqui ) só falei em “representações” que somos capazes de elaborar. O Universo existe,insondável. A morte, por exemplo, também pode ser uma representação de um “fim”. Não há fim em nada. Tudo prossegue. Como ? tentamos imaginar, e até crer. Não temos culpa de sermos limitados.A Ciência também é uma mera representação da realidade. E é limitada. Sempre será face ao infinito. A vantagem dela sobre a religião , é que ela avança mais visivelmente do que a fé. A fé parece uma coisa estática, ancestral, antiga, não tem um processo visivelmente evolutivo. Isso eu questionarei sempre.
Nossa visão de nosso “ser” também é uma mera representação. Somos muito , muito mais do que parecemos. O que, exatamente, não sei. Mas há muito em nós para o que temos de reconhecer nossa total ignorancia. Viví muitas,inúmeras experiências extraordinárias, claramente “sobrenaturais”, das quais nunca duvidei, e para as quais as diversas pessoas dariam diferentes interpretações. Considero minha passagem na Terra absolutamente milagrosa, vivo em permanente estado de gratidão. Vou contar aqui uma passagem muito misteriosa.
Alguns anos atrás, eu lí um livro que saiu com grande impacto, “Deus, Um Delírio”, do biólogo darwinista inglês Richard Dawkins – mundialmente aclamado e controvertido, por defender a visão ateísta e cientificista. O livro se propõe a tornar o leitor atento (e capaz de compreender suas partes) um descrente em qualquer forma de “teísmo”, um “ateu”.
Pois bem- lí ,gostei MUITO e entendi perfeitamente.
Aceitei completamente a argumentação.
No momento exato em que eu fechava a última folha, o telefone tocou. Era um convite pra eu ir tocar em Belém, na passagem do Círio de Nazaré, para a Nossa Senhora, Santa Maria, na sua Berlinda. Fui, é claro, ainda sob o impacto da leitura de um livro maravilhosamente demolidor. Não adiantaram nada todos os argumentos de Dawkins. Chorando copiosamente, cantei na passagem da “corda”, para 2 milhões de fiéis. No dia seguinte, fui ver por onde a “corda” estava, e me dirigí à Basílica. Eu não vestia nem branco e nem azul, estava de calça preta e camisa vermelha.
Ao chegar no final da “corda”, a Berlinda iria adentrar a Basílica, e faltava um componente da equipe de “Marianos” para carregar o andor. Me chamaram, de roupa completamente inadequada para a função – ninguém reclamou- e lá fui eu, chorando sempre, porque a figura de Nossa Senhora reavivou pra mim, direto da infância. Milagre ? A Santa me quís ali ?
Estaria essa Entidade em mim ?
Provavelmente. Eu fora chamado para festa por um motivo- Planeta Água tinha sido tema da Campanha de Fraternidade, é uma música com conexão direta com o Elemento do Brasil, com a espiritualidade da Amazônia, dos aquíferos. E a Virgem é sempre relacionada com a água, no mundo todo.
Como posso ser insensível ?
Mas o que me irrita é o USO DA FÉ pela ignorância, pela GANÂNCIA, pela ENGANAÇÃO.
Como bem replicaram algumas pessoas de fé, face ao meu texto anterior, essa visão da nossa “semelhança” com o Criador é enganosa.
Tudo é semelhante ao Criador. Seja lá Quem for, o Que for,
Se questiono o “algo mais” da forma que nós às vezes enxergamos, não questiono o “algo mais” em momento algum.
Há, sim, MUITO MISTÉRIO EM NÓS e os milagres são o dia-a-dia, basta prestar atenção.
As pessoas agradecem quando fazem cocô ?
Pois deveriam.
Todas as noites, dentro de nossos corpos, uma equipe formidável de manutenção conserta tudo.
A cada dia, renascemos como o Sol.
( 25 Maio 2013 )

http://melroth.com/?komp=forum-opzione-binarie&c56=ce forum opzione binarie