Brasil em chamas

Uma mistura explosiva de ignorância, hipocrisia, imediatismo, fracasso institucional, desplanejamento, precariedade social e política, revisões irresponsáveis da legislação, corrupção da “direita”, corrupção da “esquerda”, crime, vulnerabilidade total.
Este ano vamos pegar pesado porque estamos sob o domínio da boçalidade.
E para quem pensa que estou me referindo ao Poder em exercício, só devo acrescentar que esse quadro de fracasso NÃO É DE HOJE.
É DE SEMPRE.

Primeiro post

Passado um tempo nas redes, penso que para todos nós ocorre um contínuo aprendizado…Houve o tempo dos Orkuts, MySpaces da vida, e teve a proveitosa experiência do Facebook, com uma escalada de popularidade, só que eu sentí algo fora do lugar. Por essa razão, a princípio serão re-postados aqui textos importantes pra mim, que constavam no Facebook desde a criação daquela página, no começo de 2013. A pagina se revelou muito ampla, tanto em números quanto em escopo de alcance…E eu queria um lugar, um “cantinho particular” pra exercitar minha proposta de uma autobiografia em pílulas, ou uma espécie de “livro orgânico” a ser escrito e lido em real-time, o que é uma modalidade muito interessante…Já deixei clara a minha opinião sobre as biografias, anuências e proibições, autorizadas versus não-autorizadas… Acho que o melhor antídoto para quem pode se tornar alvo de biografias invasivas, incômodas e especulativas é tratar de contar generosa e humanamente a sua própria história, enriquecendo o seu texto com detalhes minuciosos e memórias bem pessoais. Até mesmo dando elementos para que os eventuais trabalhos biográficos de terceiras pessoas venham ao público mais ilustrados, enriquecidos, contextualizados, e menos superficiais ou gratuitos…E mesmo que as minhas histórias não venham a interessar a nenhum biógrafo, ao menos certos relatos são prazerosos de serem contados…E é pra isso que este lugar está reservado…O exercício da memória se nos revela prodigioso, e deve ser praticado porque o acervo de experiências de uma vida deve estar sempre sendo revolvido, é nosso tesouro maior…