Computador, Gravador cassette e Torradeira : eu sou mais os Novos Baianos !

http://www.industries3r.com/albiol/3733 ProTools e MIDI : uma novela chata e sem final feliz !

forex firmaları spk Estou fazendo repertório novo, então é aquela luta de esgrimar com acordes, intros, versos, os velhos caderninhos de sempre…

see url Mas bate uma saudade danada da estrutura antiga, analógica: gravadores, fitas cassette, piano, e principalmente gente, músicos, produtores, técnicos, staff de gravadora, reunião de repertório, tudo isso é passado… Hoje tudo desembocou nos processadores, memórias RAM, HDs, pendrives, e os programas de informática são a nossa única companhia leal  ao longo da árdua jornada de transformar sonhos imateriais em compartilhamento humano … Como isso é fascinante, é certeiro, mas ao mesmo tempo precaríssimo !

trade futures Vivemos dependentes de computadores pra tudo. Estão por toda parte, e o dia em que o Sol decidir radicalizar o efeito Carrington estaremos literalmente ferrados, num suave Armageddon  : eis o Apocalipse mais provável, em toda sua majestosa realidade : somos extremamente vulneráveis, mas nos achamos os Reis da Cocada Preta…      ( https://pt.wikipedia.org/wiki/Tempestade_solar_de_1859)

follow url Hoje vou transcrever as agruras desse caminho, quando construímos um majestoso castelo de cartas empilhando premissas duvidosas que nos empurram literalmente para uma areia movediça…Mais dia, menos dia, as pessoas “travam” com uma atualização indesejada, um vírus qualquer, um “bug” de sistema, uma tela azul da morte, e a vida para de fluir. Tudo vira um inferno.

Ora direis…computadores… Os Macs são espertos, mas a indústria é traiçoeiramente cara e implacável… Se formos contabilizar, inúmeras casas, sítios, apartamentos, carros, viagens, foram trocados por essas geringonças que, mais dia, menos dia, se tornam antediluvianas, vestígios remanescentes de uma saga,  dessa Epopéia, que tem sido uma aventura sem fim.. Lá no longínquo ano de 82 eu alugava o primeiro Apple, e fazia um curso de Basic…Em 83 eu comprava um IBM PC , acho que era um 086, pra rodar o paleozóico Sequencer Plus da Voyetra ( atual Turtle Beach ). Foi a era MIdi, a comunicação dos computadores com os teclados eletrônicos. Com isso, conseguíamos ritmos, contra-baixos e pré-produções SEM DEPENDER DE PESSOAS…Eis a chave dessa Era maluca : a autonomia , não depender de mais ninguém pra fazer as coisas. O escritor não depender de diagramadores, linotipistas, das fábricas de livros e editores, o fotógrafo não depender da revelação, dos caríssimos laboratórios , o videomaker não depender mais das ilhas de edição, mesas de switch, gravadores de U-Matic, Betacam, tudo a um custo proibitivo… e nas mãos das empresas de comunicação… Mas demorou um pouco para o músico não depender mais dos estúdios com pré amplificadores e mesas caríssimos, os gravadores de fitas Ampex, os MCIs, os Studer, tudo de valor estratosférico, nas mãos dos poderosos barões do Disco, com toda sua pompa e circunstância… Essa revolução pegou todo mundo. Os computadores a partir daí impactaram todas as atividades, médicas, odontológicas, na arquitetura e engenharia, ( imaginem o Autocad a revolução que fez …) nas artes plásticas, no design, na propaganda, na advocacia, na logística, Início de uma miragem, um grande delírio…Afora uma quantidade inumerável de 286s, 386s, 486s, Intel Cores, de placas de áudio, placas de USB 2 , placas de Firewire, todos quebrando implacavelmente um dia, chegamos gloriosamente aos I3, I5, I7,  num caminho inacreditável de Windows 3.1, Windows 95, Windows 98, XP, Vista, Windows 7, Windows 8, caraca, esses caras ficaram quaquilionários não foi à toa… Como os Apple são um capítulo à parte, tenho um verdadeiro museu vivo, com vários Macs de várias gerações, ( e todos funcionando )… desde os Motorolas 040 Mhz…CI, Quadra, ainda com arquitetura NuBus, rodavam com placas de áudio e vídeo caríssimas na época… ( os velhos Sound Tools  da Digidesign e os Radius VideoVision ) … O programa mais importante dessa era dos anos 90 eram o Digital Performer da Mark of the Unicorn… Depois veio um Centris, que já trazia simultaneamente Nubus e PCI… Ah ! a chegada do PCI … Daí pra frente, é um disparate : chegaram à turma um G4, um G5, ambos Motorolas – os famosos Power PCs, e depois ainda viriam o MacPro, o IMac, o Mac Mini, o MacBookPro, e isso promete não parar mais.

source Mas o que eu quero contar aqui é que eu montei uma estruturazinha pequena em casa, com um PC ( Windows 8.1 ) um piano Nord , e um microfone, pra fazer musica…Comprei recentemente uma mesinha Yamaha MG10XU, com USB, que me prometia um paraíso em casa : um mixer para voz e teclados, que ainda é interface de áudio, 192 KHz…Ao ligar, tive que baixar o driver Steinberg ( o aparelho é concebido com o Cubase como DAW …) Tudo parecia muito conveniente, mas logo apareceram os poréns… O driver simplesmente é errático, e não se comunica bem com o ProTools, dando “interrupts” de CPU a toda hora. Precisa ficar sempre checando se está em 44 ou 48 Khz, toda hora abre musica fora do tom.

see A mesinha lamentavelmente não tem MIDI , uma moda nova dos fabricantes de interfaces : você tem que comprar um cabo midi separado , e eu comprei o dispendioso, excelente, UM-ONE MK2 da Roland…Que moda é essa agora ? Interface sem midi porque ? A Universal Audio também me aprontou essa surpresa lá no estúdio, quando montei um servidor só pra rodar a Vienna Collection…Voce chega em casa, desempacota sua nova interface, louco pra experimentar, e ela não tem MIDI… simplesmente não toca nada !

http://mohsen.ir/?danilov=الخيارات-الثنائية-على-إي-تريد-فاينانشال-كورب Só que a combinação nefasta do Windows com Protools também não gosta muito dessa interface, então não manda MIDI nenhum para fora… O MIDI só funciona para entrar a informação, não funciona pra sair , porque teclados com MIDI são coisa do passado… Tentei de tudo , todas as dicas na internet foram tentadas, TODAS falharam. Uma joça. Ontem, domingo, eu perdí meu dia por causa dessa bagaça. Quando o computador cisma de não funcionar, não tem acerto : a vida para, tudo para, mexe daqui, mexe dali, daqui a pouco não funciona mais o que funcionava … Só faltava a dica definitiva, mais comum, na Internet : formatar o HD e reinstalar o Windows , tudo da estaca zero… Mas e os meus plug-ins que têm número limitado de autorizações ??? Como é que fica ?  Fui então voltando pra trás … Tive que desinstalar completamente os drivers Steinberg e Roland, desinstalar completamente o chato do ProTools , instalar uma velha inetrface M-Track ( que tem MIDI  embutido e o PTools gosta dela porque é da “mesma família”) e reinstalar solenemente o ProTools em cima de uma plataforma estável de áudio e midi. Funcionou ? Sim, funcionou. Funcionou muito mais pra bater uma saudade danada do velho gravador National , da velha fita TDK, do velho caderno de letras : saudade dos anos 60, 70, 80 …O computador que virou Rei do Mundo na década de 90 , década “fake” de muitas mentiras , década da Morte das Utopias, é apenas uma máquina de escrever metida a besta. Quando não serve nem pra escrever nada , é como um liquidificador que não é capaz de bater uma vitamina, uma torradeira que não torra nada, só serve pra torrar a paciência da gente.

opzionibinarie com esempi Perdí meu domingo. Márcia me viu naquele estado de decomposição moral que acomete todo mundo quando o computador não quer colaborar. Ainda bem que no sábado fomos ver os Novos Baianos na Concha. Isso sim é que é programa bom pro final de semana !